•♥Fotos e Curiosidades♥• 
Nov
20
By: Poleto | Discussion (2)

O gato de 13 anos da enfermeira é um dos oito animais mais gordos da Inglaterra que entrarão em dieta.

Veja outros gatos gorduchos que não ficam atrás:



Sep
26
By: Pink | Discussion (2)

Mãos para o alto ^^

Vou explodirrrr…

Vampcat!

hihihihihihihihi ^^

Oi amiguinho!



Sep
24
By: Pink | Discussion (2)



Aug
25
By: Pink | Discussion (2)

Ahn! Mas eh tão lindo gato gordinho!!!!!

garfield_262107164052937.jpg

Ao contrário do que muitos pensam, um gato gordo não é sinal de beleza e de saúde. O único gato gordo que conheci que não teve problemas de saúde em decorrência ao excesso de peso se chama “Garfield”. Sim, esse mesmo, dos quadrinhos e desenhos. A Obesidade felina é um problema que acomete muitos gatos hoje em dia. Sua causa é a mesma que em cães ou humanos: O desequilíbrio entre a ingestão e o gasto energético, ou seja, alta ingestão de calorias e pouco gasto.

O que causa obesidade?
A causa da obesidade pode ser por distúrbios metabólicos, o que na maioria dos casos não acontece, ou por causas comportamentais que é a causa mais freqüente na pratica clínica. Com a domesticação, os gatos passaram a ter hábitos muito diferentes do que tinham em vida selvagem. Tinham seus dias divididos em diversas atividades que dispendiam um grande gasto energético. O dia do gato era dividido em caçar, dormir, comer, brincar e limpar-se.

• Os gatos tinham o hábito de caçar sua alimentação, o que tomava tempo e muita energia.

• Gatos selvagens dormiam em média 12 horas por dia, gatos em ambientes “domésticos” dormem até 18 horas por dia, o que diminui muito seu tempo de vigília e com isso o gasto energético.

O Hábito de se limpar é uma atividade que dispende muito tempo para gatos, cerca de 30% do seu tempo de vigília, que pode ter um significado social em caso de higiene mútua.

• Brincar era um hábito restrito aos filhotes, hoje deve ser estimulado durante toda a vida do animal, pois é uma importante forma de gastar energia.

Gatos obesos apresentam um risco 4 vezes maior de se tornarem diabéticos. Alguns animais obesos apresentam um tipo de diabetes que ao perder peso e ficar em ótima condição corporal essa alteração pode ser corrigida.

Como prevenir ?
Para evitar o ganho de peso, a dieta do gato deve ser ajustada de acordo com o modo de vida e os hábitos do animal. Por exemplo: Se for um animal castrado, que fica confinado em um apartamento sem atividade física alguma, ele deve comer uma ração de baixa energia e deve-se oferecer a quantidade indicada pelo fabricante de acordo com o peso do animal. Existem no mercado rações de excelente qualidade com uma variedade incrível de sabores e hábitos de vida: gatos castrados, gatos de apartamento, gatos sensíveis, gatos de apetite seletivo, e por aí você escolhe o que mais se adapta ao seu animal.

Procure orientação médica.
Estudos recentes indicam que mais de 25% da população felina apresenta sobrecarga de peso ou são obesos. O emagrecimento de um animal nessas condições deve ser orientado e assistido por um Médico Veterinário, pois emagrecer um gato requer um cuidado maior do que emagrecer um cão. A perda de peso no felino deve ser mais lenta, pois ao emagrecerem de forma brusca eles podem desenvolver uma doença chamada Lipidose Hepática gerando sérias complicações metabólicas.